essas coisas do destino vêm ao acaso…

O Outro Lado

Conheceu outros lugares, de vida e de alma e disseram-lhe que aquele lugar novo não possuía os ritos, nem o cordão umbilical plantado como se fosse sementes…, mas, sentiu a vida nova pelas ruas e muito além dos corredores, uma porta se abria e estava viva.

Não sabia quanto tempo duraria isso, ou se renasceria de novo, nunca se sabe

essas coisas do destino vêm ao acaso

Mas, enquanto molhava os pés de hortênsias no vaso, as rosas do deserto florindo no seu canto, a horta toda verdejante, lá se sabe por que, ela vibrou de novo pela segunda vez que nasceu.

Mariana Gouveia
Das coisas breves

View original post

One thought on “essas coisas do destino vêm ao acaso…”

Comments are closed.