Mulheres nativas, mulheres originais: « Reflorestar espíritos para a cura da Terra! »

Barbara Crane Navarro

De 7 a 11 de setembro, vários milhares de mulheres de 150 nações indígenas se reuniram para marchar juntas em Brasília em favor dos direitos garantidos a elas na Constituição do Brasil e contra o limite do «marco temporal» e outras políticas anti-nativos do Presidente Bolsonaro.

«Procuramos garantir nossos territórios para as gerações presentes e futuras, para defender o meio ambiente, esse bem comum que garante nossos modos de vida como parte da humanidade.

Além de ser um recurso físico que nos sustenta, é também o lar dos espíritos das florestas, dos animais e das águas e da vida como um todo – a fonte de nosso conhecimento ancestral.

Declaramos que as mulheres indígenas estarão na linha de frente para enterrar o ‘marco temporal’ de uma vez por todas, durante a 2ª Marcha das Mulheres Indígenas ».

  • Articulação nacional das mulheres indígenas guerreiras de ancestralidade (Anmiga

Simultaneamente, de 3 a…

View original post 398 more words